Pastores lamentam exílio do deputado Jean Wyllys, ameaçado de morte


Pastores lamentaram a decisão do deputado Jean Wyllys de abdicar do seu terceiro mandato e sair do país, por medo de ameaças.


Publicado em 25/01/2019.

Deputado Jean Wyllys. Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil, via Fotos Públicas.

Nas redes sociais, pastores se pronunciaram lamentando a decisão do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), ameaçado de morte, que decidiu renunciar ao cargo por medo das ameaças que vinha sofrendo. A decisão foi divulgada por Wyllys nessa quinta-feira (24) – em uma rede social. Ele também decidiu deixar o país.

“Preservar a vida ameaçada é também uma estratégia da luta por dias melhores. Fizemos muito pelo bem comum. E faremos muito mais quando chegar o novo tempo, não importa que façamos por outros meios! Obrigado a todas e todos vocês, de todo coração. Axé!” – diz Wyllys no post via Twitter.

O pastor Henrique Vieira publicou uma crítica, no Facebook, à fala do presidente Jair Bolsonaro, que postou “grande dia”, no Twitter. Mais tarde, Bolsonaro disse que se referia a sua passagem pelo Fórum Econômico Mundial, em Davos.

“O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fez postagem debochando da saída de Jean Willys do país. Jean, deputado eleito, sai por causa de ameaças de morte. O presidente demonstra ódio, insensibilidade e desrespeito à Democracia. Sobra a palavra “Deus nos lábios”, mas falta Deus no coração” – disse Vieira.

O pastor Hermes Fernandes lamentou a saída de Wyllys de Brasília, no Facebook:

“O congresso fica mais monocromático com a saída de Jean Wyllys. Lamento profundamente as razões que o levaram a desistir de sua legislatura.”

No Instagram, o pastor Ricardo Gondim publicou um texto relembrando que também já sofreu ameaça por se posicionar sobre direitos dos homossexuais:

“Hora de falar

Já recebi ameaças de morte no passado.

Ao me posicionar sobre questões da dignidade e dos direitos dos homossexuais, alguém me escreveu que ‘estava disposto a cortar minha cabeça’.

O ódio não parou desde então.

No quase um ano desde o assassinato de Marielle e agora com o apoio de certas autoridades às milícias, preciso tornar a denúncia pública. Fica o registro, caso me suceda algo.”

Ameaças e medo

Wyllys vivia sob escolta policial desde o assassinato de Marielle Franco, eleita vereadora no Rio de Janeiro, sua companheira de partido. Em entrevista à Folha de S. Paulo, o deputado citou os motivos de sua decisão, entre eles, o aumento das ameaças e o fato de saber que o senador eleito pelo Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro empregou familiares de um ex-policial militar preso e acusado de chefiar uma milícia suspeita do assassinato de Marielle, quando era deputado estadual.

Irmão de Flávio, Carlos Bolsonaro ironizou a decisão de Wyllys, no Twitter:

“Vá com Deus e seja feliz!”

Seu suplente será David Miranda, também homossexual e do mesmo partido, PSOL.

Trajetória vitoriosa e ativismo por direitos humanos

Reeleito para seu terceiro mandato consecutivo, JeanWyllys foi o primeiro deputado homossexual assumido eleito a lutar pela causa dos gays. Ganhou destaque na vida pública em Brasília, pela honestidade e pela defesa dos direitos humanos e da comunidade LGBTI+.

Escritor e professor, sua projeção nacional veio da participação no Big Brother Brasil, o qual venceu com 50 milhões de votos, em 2005. Em 2010 foi eleito pela primeira vez.

Como deputado, ganhou prêmios e reconhecimento. Foi eleito por três vezes consecutivas o “Parlamentar do Futuro”, do Prêmio Congresso em Foco. Além disso, foi autor de 51 Projetos de Lei, dos quais 2 foram aprovados e 49 seguem em andamento.


Acompanhe nossa Coluna Política!

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s