Fábio Bezerril Cardoso: Jesus era comunista, todo cristão deveria ser também


Pastor comunista, Fábio Bezerril Cardoso luta por pautas progressistas e faz oposição ao conservadorismo religioso.


Publicado em 16/11/2018.

2018092615220730082_1537986150693_1538121780860_1538505736863_15_1542336779614
Pastor Fábio Bezerril Cardoso. Reprodução editada.

Pastor, humanista, Cientista Social, progressista e comunista, assim se define Fábio Bezerril Cardoso, 34 anos, da Comunidade Cristã Palavra e Vida (CCPV), em São Paulo. Representante da diversidade social e política da grande massa de evangélicos no Brasil, ele faz frente ao conservadorismo, à intolerância religiosa, à bancada evangélica e a pastores de extrema-direita, como Silas Malafaia e Marco Feliciano, defendendo pautas como descriminalização do aborto, união homoafetiva e inter-religiosidade.

“Eu sou comunista, porque Jesus era comunista. Quado você pega a igreja do primeiro século, lá de Atos, ela se reúne dentro de uma comunidade. Eles tinham tudo em comum, vendiam suas propriedades, dividiam entre si e ninguém passava necessidade. Todo mundo tinha igual. Se isso não é comunismo, então me fala o que que é. Então, por isso que eu me posiciono como um pastor mais progressista, comunista, de esquerda, porque eu vejo isso no Evangelho também […] Se você ler o Evangelho com cuidado, sem querer fazer um plano de poder para dominar as pessoas, você vai ser progressista. Jesus era progressista” – disse ele, em entrevista ao Brasil 247.

Fábio vê a bancada evangélico como um problema, por ser formada por conservadores, que atrapalham o avanço de pautas que visam a dignidade humana, como o direito ao aborto, que mata mulheres pobres, que não podem pagar uma clínica decente para isso, enquanto as que tem mais poder aquisitivo podem, apesar de ser proibido por lei.

Na sua igreja, o pastor, que já foi membro de igreja conservadora, diz ter total liberdade para falar sobre política e estabelecer diálogo com líderes de outras religiões, pois a igreja é liderada pelos próprios membros, sem uma figura central:

“Isso favorece, porque enquanto você mantém o grupo fechado, sem dialogar, favorece, principalmente, o poder sobre aquele grupo. Então, quando abre para o diálogo, não vai ter todo aquele poder, por exemplo, de pegar a Bíblia e falar: ‘você isso, aquilo’. Você está dando o poder para as pessoas pensarem, elas vão ser livres. Você não vai ter poder sobre elas; elas terão poder sobre elas, o seu próprio pensamento.”

Sobre os homossexuais, Cardoso condena a homofobia religiosa nas igrejas evangélicas, baseadas em leituras literais e textos seletivos da Bíblia. Para ele, quem marcha para Jesus também deveria marchar na parada gay.

Assista ao vídeo da entrevista abaixo.

Em entrevista à Carta Capital, ele diz que “não lê Marx para ser comunista, lê Jesus”. Também foi missionário nas ruas, trabalhando com homossexuais.

Assista à entrevista abaixo.

Cardoso também faz duras críticas ao apoio das igrejas evangélicas a Bolsonaro, que contribui para para machucar pessoas, ao aderir a esse fenômeno pautado pelo moralismo e pregação do ódio.

“A religião tornou-se uma máquina de moer pessoas. Para sobreviver dentro dela, é preciso compartilhar do ódio que é destilado pelos seus líderes.”

Segundo ele, o ódio à diversidade virou sinônimo de santidade e cristianismo excludente:

“Se você ousar amar, certamente tentarão te silenciar. Nos dias de hoje o amor tornou-se sinônimo de pecado, de ‘coisa errada’, só pode amar os iguais, porque os diferentes é preciso odiar.”

Quem ousa amar corre o risco de ser condenado por religiosos:

“O ato mais subversivo na atualidade, em meio aos religiosos, é amar, por isso ame, sem ver a quem, assim estará fazendo a vontade de Deus. Eu escolhi amar, ao invés de odiar. Mesmo que isso me transforme num marginal, sigo amando… Sigo os passos de Cristo.”

Assista ao vídeo abaixo.

Acompanhe nossa Coluna Política!

 

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s