Pastor manda mensagem aos fiéis que se decepcionaram com apoio de igrejas evangélicas a Bolsonaro


“A igreja se deixou cooptar politicamente, de um modo absolutamente acrítico. E aí vêm as maiores loucuras na sua cabeça, de você dar vazão às suas paixões.”


Publicado em 08/10/2018.

O pastor, jornalista e fundador da ONG ‘Rio de Paz’, Antonio Carlos Costa. Reprodução do YouTube.

O pastor, teólogo e jornalista Antonio Carlos Costa postou um vídeo nas redes sociais com uma mensagem às pessoas que se decepcionaram com o apoio de igrejas evangélicas a Bolsonaro, candidato de extrema-direita pelo PSL. Sem citar o nome do candidato, o teólogo diz que tem recebido mensagens de indignação do Brasil inteiro.

“Eu tenho recebido mensagens do Brasil inteiro, de jovens escandalizados com o apoio institucional da igreja a um candidato que se diz cristão e que apregoa a antítese do cristianismo” – disse Costa.

Fundador da ONG ‘Rio de Paz’, o pastor cita uma fala de alguém que relata se sentir um louco na igreja, pois não consegue entender tantos cristãos apoiando Bolsonaro:

“É para esse tipo de irmão na fé que eu gostaria de me dirigir agora, e dizer que você não está só, que eu concordo contigo.”

Para o pastor, as igrejas estão causando escândalo, ao agir por interesses além do Evangelho:

“A igreja está botando seus interesses políticos antes do Evangelho. Ela está mais preocupada em remover, definitivamente, um partido do poder político do que com a salvação de pessoas. Porque, se estivesse preocupada com a salvação de pessoas, não daria esse apoio institucional, que está causando escândalo. Milhões não estão entendendo, eles querem saber em que espécie de Deus os evangélicos creem.”

O teólogo faz um apelo para que os fiéis não percam a fé, mesmo diante da politicagem nas igrejas:

“Olha, eu quero lhe dizer que entendo perfeitamente a sua angústia, e sei das tentações que estão passando pela sua cabeça. Uma vontade de chutar o balde, de romper com a instituição. A igreja se deixou cooptar politicamente, de um modo absolutamente acrítico. E aí vêm as maiores loucuras na sua cabeça, de você dar vazão às suas paixões, de você dizer. ‘Qual é o problema de eu voltar a me envolver com este pecado, se a minha igreja, se o meu pastor, estão apoiando algo tão diametralmente oposto ao Evangelho, que eu conheci mediante a pregação de Jesus Cristo?’. Então, eu aconselho a você, não tome nenhuma decisão definitiva agora, porque não é sábio tomar decisões que vão alterar significativamente o rumo da sua vida, quando você não está no melhor da sua vida emocional, da sua condição psicológica e espiritual. Espere a poeira baixar.”

Assista ao vídeo completo abaixo.

Acompanhe nossa Coluna Política.

Um comentário

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s