Só há dois gêneros, masculino e feminino, diz pastor Ariovaldo Ramos sobre gays

Pastor Ariovaldo Ramos. Reprodução editada.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, no último dia 17, o pastor Ariovaldo Ramos foi determinista ao declarar que a teologia é “muito clara ao dizer que há dois gêneros”, ou, seja, masculino e feminino. A fala se referia aos direitos da população LGBT.

Ariovaldo também foi taxativo ao dizer que a população homossexual “deve ser respeitada em suas escolhas, mas não tem direito de influenciar a teologia”.

A Folha destacou isso como uma contradição ao ativismo de esquerda do pastor progressista, já que a causa dos gays faz parte da pauta progressista. Seria uma postura ainda conservadora e reacionária, defendida por figuras radicais em relação à união homoafetiva, como o pastor Silas Malafaia, o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP) e o pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), de extrema-direita.

Membro da igreja Comunidade Cristã Reformada, Ariovaldo Ramos é líder e referência do coletivo Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito, que milita ao lado de movimentos sociais e minorias. Segundo ele, o grupo conta com mais de 10 mil membros em 20 estados do Brasil.

Na matéria, Ariovaldo também defendeu uma “bancada evangélica do bem”, como oposição à bancada evangélica do congresso, que defende pautas conservadoras

Acompanhe nossa Coluna Igrejas!

Um comentário

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s