Bolsonaro recebe apoio de evangélicos no Gideões, maior evento pentecostal do Brasil

Bolsonaro-com-a-palavra-no-Gideões
Bolsonaro discursa no Gideões Missionários 2018. Reprodução da internet.

O pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) participou nesse domingo (29) de um dos maiores eventos evangélicos pentecostais da América Latina e o maior do Brasil, o Gideões Missionários da Última Hora, realizado em Balneário Camboriú, Santa Catarina. O representante da extrema-direita política foi recebido ao som do hino nacional e ovacionado pelo público presente.

Bolsonaro foi apresentado pelo presidente do Gideões, o pastor Reuel Bernardino, que não escondeu sua alegria com a presença do político:

“Nesse instante, nós vamos receber com muito carinho nosso querido capitão, amigo dos evangélicos, senhor Jair Bolsonaro. Com muito prazer, eu passo o meu microfone ao capitão Jair Bolsonaro […] É um prazer pra gente!”, disse o pastor.

Antes que Bolsonaro começasse a discursar, o hino nacional foi entoado, seguido por seu discurso já conhecido discurso contra a “ideologia de gênero”, pela pátria e pela família:

“Eu sou igual a vocês, a mesma carne, a mesma vontade, a mesma fé […] O Brasil precisa eleger, o ano que vem, um homem ou uma mulher, que seja honesto, que seja patriota e, acima de tudo, que tenha Deus em seu coração. O Estado é laico, mas a grande maioria da população é judaico-cristã. Orgulho-me em dizer que sou temente a Deus. A minha origem é católica, mas sou casado com uma evangélica. Os valores não podem ser apagados pela política […] A minha filha vai ser mulher, e os meus filhos são homens […] A cruz é pesada, mas Ele não nos dá um peso maior que não possamos carregar”, disse ele.

Bolsonaro ainda criticou a Lei da Palmada, disse que frequentou por muito tempo a Igreja Batista e que não estava em campanha.

Ao final, a plateia ovacionou Bolsonaro, gritando “mito”, e o pastor Reuel o apoiou:

“Sabemos que a carga é pesada pra carregar, mas você não está sozinho. Tem muita gente com a mão no arado aí.”

Histórico do Gideões Missionários

Criado em 1982 pelo pastor Cesino Bernardino, da Assembleia de Deus em Camboriú (Santa Catarina), o Gideões Missionários realiza esse ano sua 36º edição, congregando pastores de todo o Brasil. O projeto está em 42 países, com mais de 1321 missionários, segundo informações em seu site.

Gideões Missionários da Última Hora, com sede em Camboriú, SC, tem por objetivo principal, à divulgação do evangelho de Cristo no Brasil e no mundo.

ainda de acordo com o site, o Gideões “prepara e envia missionários em busca das almas” e mantem mais de 1178 famílias no campo missionário, que evangelizam e realizam obras sociais, como cirurgias médicas, exames, distribuição de medicamentos e moradias.

Ligado ao movimento pentecostal, pregadores como os deputados Cabo Daciolo (atualmente, Patriotas), Marco Feliciano (PODE-SP) e Takayama (PSC-PR) costumam marcar presença no evento. Estes dois últimos são ligados à Bancada Evangélica e defensores veementes de pautas conservadoras.

Assista ao vídeo abaixo!

 

Acompanhe nossa Coluna Política!

Um comentário

  1. O meu voto ele não tem. Muito menos admira homens que deveriam ver a hipocrisia escancarada desse senhor, por possuírem a sabedoria de Deus,segundo os próprios, estarem apoiando uma criatura que é assintosamente incompetente, cuja vida deixa claro o oportunismo político e a inoperância.

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s