Gospel Prime é o maior site produtor de fake news do Brasil, denuncia revista ÉPOCA


Matéria publicada hoje pela revista ÉPOCA denuncia os 10 maiores sites produtores de fake news do Brasil, dos quais o site Gospel Prime, voltado para o público evangélico, aparece em primeiro lugar.

Imagem: Reprodução da internet.

Lorotalândia: A matéria de capa da revista ÉPOCA de hoje (23) denunciou os 10 maiores sites produtores de mentiras na internet brasileira, situando o portal Gospel Prime, que tem como nicho o público evangélico, no topo do ranking. O site ficou em primeiro lugar devido à frequência de fake news publicadas e a quantidade de acessos.

Segundo a matéria, intitulada “O exército de pinóquios”, durante dois meses, foram listados mais de 200 sites na pesquisa, dos quais 69 continham conteúdo suspeito. O levantamento foi feito nos bancos de dados do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação da Universidade de São Paulo (USP) e do Laboratório de Imagem e Cibercultura da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Os critérios utilizados para mapear e listar os sites foram:

1) sites noticiosos mais compartilhados por brasileiros nas redes sociais;

2) frequência de publicação de notícias falsas;

3) erratas publicadas;

4) audiência medida pelo número de acessos mensais, entre outubro de 2017 e março de 2018.

O resultado publicado pela ÉPOCA, encabeçado pelo Gospel Prime, foi o seguinte top 10 dos maiores sites de boatos do Brasil:

Os 10 maiores sites brasileiros produtores de fake news. Fonte: Revista ÉPOCA, edição n° 1034, de 23/04/2018.

A revista inicia a matéria por uma fake news publicada pelo Gospel Prime, em 26 de janeiro desse ano, a qual continha um vídeo que afirmava: “Estão entregando dinheiro na mão de terrorista!”. De acordo com o texto publicado, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o presidente da República, Michel Temer, estariam tentando desviar dinheiro de uma obra para financiar terroristas palestinos, através de uma Medida Provisória (MP). Na verdade, a MP visava a destinar fundos para ajudar na restauração de 4 das 50 colunas da Basílica da Natividade, patrimônio histórico mundial que está na lista da Unesco e fica na Palestina, sobre o local que é considerado o do nascimento de Jesus, como informou a ÉPOCA.

ÉPOCA tentou encontrar os responsáveis pelo Gospel Prime, mas no endereço físico onde está registrado o CNPJ da empresa responsável pelo site, a Prime Comunicação Digital, em Criciúma, Santa Catarina, funciona um escritório de contabilidade. Por telefone, ÉPOCA conseguiu falar com o dono da Prime, David Gregório, que informou trabalhar em casa e abandonou o emprego que tinha em um posto de gasolina, onde era gerente, há seis anos.

Gregório informou ainda que o Gospel Prime foi criado em 2008, rende de R$ 10 mil a R$ 20 mil por mês e possui apenas quatro integrantes fixos, contando com ele. Os lucros com propagandas divulgadas pelo Gospel Prime são divididos entre eles. Os cerca de 80 colunistas escrevem de graça para o site. Além de anúncios vindos do Google, Gregório também lucra com a venda de publicação de textos para políticos da Bancada Evangélica, como os deputados Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) e Geovania de Sá  (PSDB-SC).

Nesses dez anos, Gregório afirma que se formou em publicidade e é o responsável por aprovar todo o conteúdo publicado pelo Gospel Prime.

Na descrição em sua página no Facebook, o Gospel Prime diz ser um “portal cristão conservador com conteúdo relevante”.

Figuras públicas da política, como os deputados de extrema-direita Marco Feliciano e Jair Bolsonaro, costumam compartilhar matérias do Gospel Prime em suas redes sociais.

Motivações políticas e religiosas nem sempre estão por trás da produção de fake news por sites, mas sim os grandes lucros propiciados por cliques em propagandas direcionadas por empresas como o Google. Quanto mais sensacionalista a notícia, mais atrai acessos aos sites. Os cliques nos hiperlinks são o que gera receita; são os chamados “caça-cliques”.

O que disse o Gospel Prime

Em nota divulgada em seu site, o Gospel Prime chamou a matéria da ÉPOCA de “ataque” e a acusou de deturpar a matéria sobre a doação de dinheiro do governo brasileiro à Palestina, mostrada acima. Disse ainda: “primamos pela veracidade e transparência de todas as informações que veiculamos. Nossa linha editorial está pautada na verdade e princípios cristãos que cremos.”

Acompanhe nossa Coluna Política!

2 comentários

  1. Site Gospel usando fakenews visando destruir um partido pra eleger outro. O diabo é o pai da mentira. Como a Lei permite a existência desses sites?

    Curtir

  2. É uma vergonha para vocês utilizarem uma matéria de uma revista que ataca os cristãos dessa forma, vocês não estão agindo como cristãos.
    Rasgaram Tiago 3 da bíblia de vocês ?

    Muito me admira vocês ainda se chamarem de cristãos.

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s